24/01/2013

Entrevista: Jessica Capshaw

THR: Arizona está sofrendo de síndrome do membro fantasma. Como vamos ver essa batalha?
Jessica Capshaw: É muito real e os escritores tem feito um incrível trabalho. São tão responsáveis pesquisando os desafios que Arizona iria enfrentar. Eles sentiram uma parte muito importante da narrativa em termos do que alguém pode passar com quem teve isso acontecendo com eles. Começa em sequências de sonhos com Arizona conhecendo esta dor através de seus sonhos. Ela acaba tentando esconder de Callie porque ela realmente quer seguir em frente. Depois da dor e da perda, Arizona está tentando reconstruir e descobrir isso novamente. Ela quer manter (o sofrimento dela) separado de Callie, porque ela quer magicamente fazê-lo desaparecer. Mas ela é implacável, e acaba buscando conselhos. Depois de desaparecerem, Owen ( Kevin McKidd ) acaba ajudando-a com diferentes terapias. É uma grande história – é uma espécie de escuro assustador, mas com o mesmo coração que bate em todos os minutos do show. É como uma criança que sonhou caindo da cama e sente como se fosse uma sensação real – esses são sonhos, mas para ela são como reais. A perda de uma perna – ou qualquer membro – é uma coisa profundamente íntima e depois tem a situação de que ela sente o que não existe, é alucinante.

THR: Veremos algum flash back dos quatro dias na floresta antes de ser resgatada?
Capshaw: Não, mas há um flash de sorte ( risos ). É mais sonhador, mas há partes onde ela remonta quem ela era antes da perda do membro.

THR: Será que esses flashbacks envolvem tênis com rodinhas? Capshaw: ( Risos) Não, mas isso seria ótimo! Da forma como os telespectadores sentem-se sobre os tênis com rodinhas, eu sinto que será a confirmação final de que ela está completamente de volta quando ela puder andar com eles!

THR: Arizona e Callie fizeram grandes avanços durante sua fuga no casamento de Bailey. Como isso vai progredir? Veremos a doce Arizona chamando sua amada Callie de “Calliope” novamente em breve?
Capshaw: Eu não sei a última vez que ela a chamou de Calliope! Eu acho que é pra sempre! Como eu disse no início da temporada, não estamos mirando uma história de derrota. Em última instância, queremos ver essas duas personagens encontrar o caminho de volta para a relação que tinham antes da devastação (a queda do avião). Arizona está voltando a si mesma como médica e fazendo o caminho de volta para si mesmo como parceira e como alguém que tem um relacionamento e descobrindo como mostrar-se para sua amada. Todo mundo quer se apressar para o grande final feliz, mas a viagem de volta é incrivelmente interessante. Eu entendo, e torço para que os personagens que amo em programas de TV, mas a verdade é que você não gostaria de vê-los felizes em todas as semanas. Eu adoro vê-los tomar decisões sobre seu bebê e descobrir como voltar a ser o casal que eram antes desta perda.



THR: Há ainda o mistério na sala que Alex, não Callie, realizou a amputação de Arizona? Qual será sua reaçãoquando ela descobrir isso?
Capshaw: Eu não sei o que eles planejaram para isso. Estou surpresa que não veio antes, quando Arizona estava em um lugar muito escuro e provavelmente teria virado uma fera. A Arizona que estamos vendo agora chega em um acordo com tudo. Eu não sei o quanto isso vai mudar o jogo para ela. Eu sinto como quando você está se sentindo mal, tudo é ruim e você quer culpar todos. Mas quando você está se sentindo bem, no final do dia, o que importa se passou, e ela (perna) se foi. Eu não me sinto como se tivesse sido combinado para ser um segredo, onde há pessoas por trás das portas sussurrando sobre isso. Foi uma daquelas coisas que só não veio à tona ainda. Quando isso acontecer, certamente vai ser interessante ver o que acontece.



THR: Casamento do mesmo sexo agora é legal em Washington – poderíamos ver Callie e Arizona renovar seus votos com outra cerimônia, grande ou pequena? Callie mencionou que não era legal na época, durante sua cerimônia formal.
Capshaw: Isso é definitivamente uma questão dos escritores. Tenho certeza de que eles têm um sentimento sobre isso. Se era legal ou não, a maneira como interpretamos os personagens é que elas estão casadas. Elas não são menos casadas porque é legal ou ilegal. Eu como Arizona, me sinto uma mulher casada.
 
http://www.greysanatomybr.com
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa sobre isso? Sua opinião é muito imporante!